terça-feira, 25 de agosto de 2009

Você se lembra daquele…

hype hypehype

A maioria das pessoas gosta muito de um hype. Porém, essa regra é muito comum entre nós, brasileiros. Gostamos de estar por dentro dos assuntos mais discutidos. Se todo mundo falar sobre novela, é meu dever cívico assisti-la e depois decorar todas as frases engraçadinhas e repeti-las durante a próxima semana inteira.

No final de um acontecimento que é considerado um absurdo para os olhos da sociedade, todos se revoltam e vão ao enterro da vítima ou saem às ruas para caçar os assassinos. Uma comoção social mútua e, quando se fala em muita gente no Brasil, pode-se saber que vai até presidente de time de futebol tentar salvar o dia.

Depois do dever cívico, que falei lá em cima, ser cumprido, todos vão discutir o assunto à exaustão, quando muitas vezes as pessoas “pagam” de entendidos sobre o assunto. Existem muitos controladores de vôo, policiais do GATE e psicólogos no Brasil. Talvez essas pessoas não tenham tido chance na vida, ou não foram incentivadas. Deve ser isso. Sem contar os inúmeros técnicos de futebol.

Como todo bom hype, esquecemos de tudo o que aconteceu. Ninguém mais comenta sobre aquele acontecimento que era considerado trágico na semana passada. Vide o sensacionalismo causado por vários acontecimentos “famosos”, que sempre passavam no Fantástico narrados pela voz de Zeca Camargo, este com uma cara de indignação. Na época é um alvoroço, depois ninguém se lembra do nome diferente daquela menina.

Contudo, é só sair um filme sobre o causo para que o assunto volte a ser discutido a esmo por todos.

Alguém aí acha que este caso do Sarney vai ser diferente?

motivacional

1 comentários:

Junior disse...

eh, hype eh assim mesmo. mas nao sao todos, viu!

Postar um comentário

Não seja econômico nas palavras...
Para contato clique aqui

OBS: Os comentários não refletem as opiniões do autor.

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR